quinta-feira, 19 de abril de 2012

(Lisboa) BEFORE I DIE I WANT TO…


Hoje vi esta imagem numa das paredes da LX Factory em Lisboa.  Inspirou-me e fiquei com vontade de partilhar com vocês, em jeito de desafio.
Caso o aceitem, a proposta é tão simples como preencher o espaço em branco:
Antes de morrer eu gostava de_____________________________
Parece fácil não?
Talvez tenhamos todos há anos, ou desde sempre, a resposta na ponta da língua para algo que quiséssemos fazer antes de morrer. No entanto, parem para pensar uns minutos se essa resposta é ainda a verdadeira. Se isso que tanto queremos, nos fosse possível agora de uma forma real e honesta, será que não hesitaríamos? Será que o querer tanto algo, por vezes com tanta certeza , não vem em grande parte do facto de não o termos, ou de sabermos que não o viremos a ter?
Se assim for a conclusão é simples! Está na altura, de reciclar, e actualizar os nossos desejos, dirigindo a nossa energia e força para algo novo e não para um desejo, vontade ou obsessão, cuja origem é já longínqua e distante daquilo que somos hoje.

Numa segunda opção a certeza mantém-se. O nosso desejo é certo e sabido: 
“Eu não queria mesmo bater a bota sem ___________”
Então o desafio é outro: Porque é que ainda não o fizemos?
Retiremos primeiro as camadas e camadas de desculpas que usamos. Retiremos depois os medos. Os preconceitos. Os outros - que são geralmente a nossa maior desculpa para não fazer as coisas. Retirando tudo isto de modo a ficarmos só nós, connosco próprios, perguntem-se então porque é que ainda não foram na direcção do vosso sonho, do vosso desejo, da vossa vontade?
A negação vem de imediato (“Não porque”….” Eu sei, mas…” “ Isso é ela que é professora de Yoga e vive noutro planeta!”…..);
 E porque a mente é teimosa e está habituada a reinar em nós, pondo e dispondo, eu vou mais devagar e coloco um desafio menor: Porque é que ainda não começaram, pelo menos a organizar o plano para que um dia, esse sonho desejo ou vontade possa ser realizado?
Se as implicações reais no meu hoje, para realizar o meu sonho amanhã, são demasiado pesadas ou incómodas,  talvez o meu sonho não seja assim tão importante…. ou será que pelo contrário, estarei a retirar peso ao verdadeiramente importante na minha vida, em nome de algo que assumiu um papel de importância excessiva?
Quantas dúvidas e questões levanta uma simples pintura de parede!
Como sempre, o objectivo é pensar, questionar, pôr em causa, abrir portas, possibilidades e iluminar as nossas vidas.
AH é claro que que o desafio é vosso e pessoal. Eu só lancei para o ar .… e claro também já estou a tratar do meu !

Sem comentários:

Publicar um comentário